balloonblogcartclockclosedownfacebookfilterheartinfo-barsinfo-cardinfo-medalinfo-packageinstagrammailmenunextprevioussearchtelephonetwitteruservideowhatsapp
15/06/2020

Dia do Cinema Brasileiro

O cinema brasileiro tem crescido e ganhado cada vez mais relevância tanto no Brasil quanto no mundo. Hoje se comemora o Dia do Cinema Brasileiro e, por isso, resolvemos trazer  uma lista de 10 filmes imperdíveis para você assistir ou até rever. É uma ótima dica de lazer para a quarentena, inclusive.
 
Confira a nossa seleção:
 
1 - Carlota Joaquina, a princesa do Brasil - 1995 : Considerada a primeira grande produção após a crise do cinema no Brasil nas décadas de 70 e 80, o filme é uma sátira sobre a vida da família real portuguesa. Sua história leve e descontraída virou sucesso nacional.  
 
  
 
 
2 - O que é isso, companheiro? - 1997: Baseado no livro homônimo de Fernando Gabeira, o filme retrata o período da ditadura militar no Brasil e conta a história do sequestro do embaixador americano Alan Arkin por militantes. Seu sucesso dentro e fora do Brasil levou a obra a ser indicada ao Oscar de Melhor Filme de Língua Estrangeira naquele ano.
 
 
 
3 - Central do Brasil - 1998: O enredo é a história de uma mulher que ajuda um garoto órfão a reencontrar a família. O longa-metragem ganhou o Urso de Ouro de Melhor Filme, o Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro e foi candidato ao Oscar de Melhor Filme de Língua Estrangeira. O sucesso desta direção de Walter Salles foi um dos grandes responsáveis pelo aumento no número de produções e de investimentos no cinema nacional.
 
 
 
4 - Bicho de Sete Cabeças - 2001: Este drama conta a história de um estudante de classe média (vivido por Rodrigo Santoro) que é internado em um manicômio depois que seus pais descobrem que ele fuma maconha. A abordagem de temáticas atuais, como problemas cotidianos da família, escola, juventude também ajudou a emplacar o longa. 
 
 
 
5 - Abril Despedaçado - 2001: baseado no livro do albanês Ismail Kadaré e vencedor de Melhor Filme Estrangeiro no Globo de Ouro, na British Academy of Films and Arts e o Leoncino de Ouro do Festival de Veneza, o longa-metragem conta a história do homem que busca vingar a morte do irmão. Foi a primeira direção de Walter Salles após Central do Brasil. 
 
 
 
6 - Cidade de Deus - 2002: Difícil achar uma pessoa no Brasil que não tenha visto ou ouvido falar deste filme de Fernando Meirelles. A trama tem como cenário a comunidade de Cidade de Deus, no Rio de Janeiro, e conta a história de jovens que se envolvem com o crime. O público recorde foi de 3,2 milhões de espectadores. Cidade de Deus, ou City of God, também foi sucesso no exterior e recebeu quatro indicações ao Oscar: melhor direção, melhor roteiro adaptado, melhor fotografia e melhor edição.
 
 
 
7 - Ônibus 174 - 2002: Neste documentário que chocou o Brasil, o diretor José Padilha fez José Padilha fez sua estreia em longa-metragens. O filme conta a história do sequestro de um dos ônibus no Rio de Janeiro por um dos sobreviventes da chacina na Candelária. A ótica do enredo captada a partir de entrevistas e imagens de emissoras de TV deixou o drama ainda mais real. 
 
 
 
8 - Carandiru - 2003: Esta produção de Hector Babenco, baseada no livro estação Carandiru, de Drauzio Varella, foi recorde em bilheteria, com 4,7 milhões de espectadores. O enredo retrata o massacre na Casa de Detenção de São Paulo, no bairro do Carandiru e mostra as condições sub-humanas dos presídios brasileiros. Foi vencedor de prêmios no festival de Havana e Cartagena. 
 
 
 
9 - Dois Filhos de Francisco - 2005: Bateu o recorde de Carandiru e se tornou o filme mais assistido, levando 5,3 milhões de pessoas aos cinema. O filme de Breno Silveira conta a trajetória da dupla Zezé di Camargo e Luciano. Foi exibido com sucesso em outros países também, arrecadando 13 milhões de dólares no mundo todo e conquistando o público internacional.
 
 
 
10 - Tropa de Elite - 2007: Este primeiro trabalho de ficção de José Padilha,  virou febre e chocou o país ao retratar a violência urbana, tráfico de drogas, falência do sistema policial, abuso policial e tortura. Foi muito bem recebido no exterior e ganhou o Urso de Ouro de Berlim. 
 
 
O cinema brasileiro, com tantas obras marcantes, de sucesso e que levam à reflexão sobre temáticas atuais, deve ser aclamado e valorizado. Viva a arte nacional!